Os Ruídos de São Paulo

A definição física do ruído encontrada no dicionário Aurélio (1975) diz que ele é um som constituído por grande número de vibrações acústicas com relações de amplitude e fase, distribuídas ao acaso.

A principal fonte de ruídos é o trânsito da cidade. Com a intensa movimentação dos veículos na cidade, o barulho (acima do ideal) se faz presente continuamente nas principais vias da cidade.

                 
                                                         Poluição Sonora na cidade
                                                                Fonte: Novoeste

Os termos “som” e “ruído” são utilizados de diferentes maneiras, mas, normalmente, “som” é usado para as sensações prazerosas, como a música e “ruído” para descrever um som indesejável como o barulho presente no trânsito, muito frequente na cidade de São Paulo (SOUZA, 1998 apud SANTOS e MATOS, 1994 e AZEVEDO, 1994).

[…] o termo expressa uma sensação subjetiva auditiva, originada por movimento vibratório e propagada através de meios sólidos, líquidos ou gasosos, com uma velocidade diferente, segundo o meio empregado em sua propagação; psicologicamente, entendemos por ruído uma sensação auditiva desagradável (ALMEIDA, 1982, p. 16).

As consequências da exposição aos ruídos excessivos causam problemas físicos e emocionais. Esses problemas surgem a médio e longo prazo. Entre os problemas físicos causados, alguns dos principais são tensão muscular e aumento da pressão arterial, além, claro, da perda auditiva. Entre os emocionais, irritabilidade, ansiedade, excitabilidade, desconforto, medo, tensão e insônia.